Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 27 de junho de 2012

A atual situação da educação no Brasil


 "Espera-se que a educação sozinha resolva todos os problemas sociais do país. No entanto, é preciso melhorar a formação de docentes, visto que o desesnvolvimento dos professores implicará no desenvolvimento dos alunos e da escola, o que poderia resultar em dados positivos para a sociedade."

(Trecho tirado do site Basil Escola)

  A atual situação do Brasil com a educação, embora para uns esteja razoável, para os mais entendidos do assunto vai de mal a pior. Embora a lei diga que todas as crianças devem frequentar uma escola, 731 mil crianças nunca tiveram qualquer tipo de educação formal no Brasil. Das que frequentam, 34% chegam ao 5º ano sem SEQUER SABER LER. 20% dos que conseguem concluir o Ensino Fundamental em cidades grandes não dominam totalmente a escrita. E qual é nosso primeiro pensamento quando nos deparamos com esses números? É culpa dos professores!

 O problema realmente começa quando ocorre a mudança, e o aluno se transforma em professor. Todas as coisas que ele aprendeu durante aqueles anos de estudo fervilham na sua cabeça, e ele está pronto para 'mudar o mundo'. Mas, quando chega em uma escola, ele é obrigado a se adaptar ao método de ensino da instituição, se transformando apenas na cópia humana da apostila utilizada. São poucos os profissionais que, depois de alguns anos, ainda enxergam os alunos com os mesmos olhos de quando sairam da universidade.
E esses poucos, embora na maioria das vezes tentem fazer algo melhor, não recebem recursos por parte do governo para transformar a aula em real aprendizagem.
 É como um ciclo. O professor que entrou a 20 anos atrás com ideias inovadoras é o mesmo que vai olhar para o recém-formado e dizer: "Quer mudar o mundo? Senta e espera passar."
  É um problema que está impregnado na nossa sociedade, somos ensinados desde pequenos que a educação é isso e pronto. Não há como mudar, não há como crescer.


(Continua...)

2 comentários:

  1. Eu sei que cada um vem a ter sua opinião, mas eu posso dizer que não devemos julgar, colocando a culpa no professor, pois existe muitos educadores que dão sua vida para educar, mas também existe filhas das putas(desculpe o linguajar),que não estão nem ai se o aluno está alfabetizado ou não. No seu texto vem dizendo que os professores querem que você fique parado vendo o mundo passar, mas os professores são os primeiros a te incentivar a correr a trás. Eu acho que você dever rever melhor seus conceitos.

    ResponderExcluir
  2. É claro que muitos professores contribuem para a falta de alfabetização no Brasil em função do conformismo que exercem, porém não se deve aplicar a culpa somente a eles, pois a família é a base da criança, e se essas crianças não possuem apoio familiar, não é o professor que vai mudar a sua situação na escola.
    Porém, nós devemos cobrar do Governo as verbas que deveriam, mas que não são distribuídas em função da educação. Devemos cobrar um direito que nos é resguardado pelo artigo 6° da Constituição Federal: " São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição ", e não ficar acusando este ou aquele, pois se a educação está desta forma é por que nós os " eleitores " somos os culpados!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...